fbpx

Análise do filme “Histórias Cruzadas”

Histórias Cruzadas (The Help) mostra o drama das empregadas negras nos Estados Unidos durante a conturbada luta pelos direitos civis na metade do século XX. 

Somos apresentados ao atrasado estado do Mississipi em 1962. Skeeter, news_interna_historias_cruzadas-300x203 Análise do filme "Histórias Cruzadas"personagem vivida por Emma Stone, é a única de suas amigas de colégio disposta a ver as mulheres negras de forma igualitária. Seu sonho é ser escritora e ela encontra seu primeiro emprego na coluna de conselhos domésticos do jornal local, assunto sobre o qual nada sabe, aproximando-se assim de Abileen (Viola Davis).

Não demora muito para que ela, Skeeter, tenha a ideia de revelar ao mundo como aquelas mulheres se sentem. Contudo, o grande obstáculo para tanto são as próprias empregadas e seu medo de punição caso alguém venha a descobrir a contribuição das mesmas. Afinal, é na base da ameaça que os segredos das chefas brancas são mantidos. 

Assim, a jovem aspirante à escritora amadurece aos poucos a ideia de entrevistá-las. Assim, com depoimentos cheios de detalhes e com a ajuda de sua fértil imaginação, consegue reunir toda sua narrativa jornalística num livro, e com louvor.

news_interna_historias_cruzadas-300x203 Análise do filme "Histórias Cruzadas"O tocante lema: “Você pode, você é capaz, você é importante” proferido por Abileen para a criança branca que cuidara até então é de fundamental análise para os espectadores: O quão importante seria se todas as crianças ouvissem essas palavras ao longo de seu crescimento? Teríamos um mundo resplandecente, feliz e realizado, mesmo com pouco ou mesmo nada?

Este é um filme de mulheres e cada atriz soube entregar seu papel muito bem, com a dose certa de dramaticidade e humor.

O equilíbrio é tamanho que Histórias Cruzadas acerta em cheio em seu objetivo de entregar um feel good movie perfeito, fazendo chorar, mas sem deprimir, relembrando um passado sombrio, mas sem levar a qualquer reflexão mais profunda.

O diretor e roteirista Tate Taylor soube extrair o melhor de seu elenco enews_interna_historias_cruzadas-300x203 Análise do filme "Histórias Cruzadas" também do best-seller de Kathryn Stockett. A trama se desenrola sem tropeços, prende e diverte. Muitos se surpreenderam quando The Help chegou ao primeiro lugar nas bilheterias dos EUA e lá ficou por três semanas seguidas (o que não acontecia desde A Origem), superando os blockbusters milionários do momento. 

De muito bom tom, uma obra que vale a pena ver e rever sempre que se achar necessário e podendo ser visto por qualquer público. Bom filme!

Estudante de Tecnologia em Processos Químicos, Amante de Cultura Geek e Cinéfila de Carteirinha.

Maísa Costa

Estudante de Tecnologia em Processos Químicos, Amante de Cultura Geek e Cinéfila de Carteirinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *