fbpx

Estoque de “Não”

Essa semana fui surpreendido no meu Instagram quando olhava os stories. Parei no de uma amiga e neles ela comentava sobre relacionamentos, achei interessante e vi de um por um. Após ver todos eu comecei a pensar que alguns dos pensamentos dela eram semelhantes a alguns pensamentos meus, também sobre relacionamento e resolvi escrever sobre.

Assim como ela eu basicamente estou solteiro tem algum tempo. Nesse depositphotos_89207036-stock-photo-cartoon-heart-and-checklist-boxes-300x240 Estoque de "Não"período eu me aventurei em alguns relacionamentos. Basicamente, vendo pelo meu ponto de vista, as pessoas estão indisponíveis para longos compromissos e extremamente seletivas. Eu penso que ao se aproximar de alguém, hoje, você não o faz com intenções de conhecê-la, descobri gostos e predileções ou experimentar novas sensações, faz apenas para confirmar conceitos, pois as redes sociais mostram tudo sobre todos. Emprego, família, amigos, viagens, gostos, afiliações, lazer, sentimentos e até o estado de espirito é possível de se descobrir sobre alguém olhando por cinco minutos um Facebook por exemplo. Com esses dados, os relacionamentos já iniciam em uma etapa onde não há mais conquista, os encontros não criam vínculos e fora a volatilidade nas relações, pressente demais.

Atualmente as pessoas tem um estoque vasto de “Nãos”, situação que deu origem ao título desse artigo. Hoje você tem um “não” para tudo. Não para sair com os amigos da pessoa que você está conhecendo, não para encontrar essa pessoa e fazer algo menos pomposo como ver um filme ou comer no shopping, não para marcar de comer um espetinho de rua, não para uma caminhada no parque ou na praia […]. As desculpas são as mais esdrúxulas possíveis, às vezes se repetem e ai de quem duvidar que o chefe pedisse para trabalhar no sábado, você pode ser taxado de incompreensível ou insistente.

depositphotos_89207036-stock-photo-cartoon-heart-and-checklist-boxes-300x240 Estoque de "Não"Tornou-se comum estar curtindo conhecer alguém e do nada esta pessoa sumir da sua vida. Acontece isso com você também?

Isso se deve muito ao fenômeno “contatinhos”. Ter vários contatinhos hoje é o que faz as relações serem voláteis, ao ponto de uma opinião mal interpretada, interpretação é um grande vilão para os relacionamentos, minar meses de investimento naquilo que você esperava ser um início de namoro. Assim como as relações de amizade, relações amorosas deveriam ser pautadas simplesmente por cuidados futuros, ou seja, você planta aquilo que pretende colher: companheirismo, cumplicidade e respeito, além de todo o resto do pacote que vem outras coisas como desejo, entrega e paciência.

Ter contatinhos é normal. Existem pesquisas que revelam que as mulheres sempre, eu disse sempre, tem um parceiro reserva caso o atual relacionamento acabe. Esse número sobe quando se fala de homens, instintivamente somos assim, e isso pode ser um defeito grave se não controlado. Pois, não ter foco, quando se trata de relacionamentos, é a provável causa dessa rotatividade na sua vida amorosa.

Estar sempre procurando qualidades em outras pessoas, que seu ou sua parceiro(a) atual não tem, e não aprender a conviver bem com as muitas qualidades que o ou a mesmo(a) tem, é um erro. Citando filmes como um depositphotos_89207036-stock-photo-cartoon-heart-and-checklist-boxes-300x240 Estoque de "Não"excepcional exemplo de como retratar os conflitos dos relacionamentos, em Como se fosse a primeira vez de 2004, o personagem de Henry, vivido por Adam Sandler, tem que conquistar o amor de Lucy, vivida pelo belíssima Drew Barrymore, todos os dias por ela ter sofrido um acidente e perder a memória recente sempre que dorme. É caricato, ficcional e até bobo, mas é o exemplo claro de como devemos proceder com nossos relacionamentos. A conquista tem que ser diária se você quiser que dê certo, mas isso só vai acontecer se você jogar fora seu estoque de “NÃOs” e aprender a reconhecer que há sim valor naquelas pessoas que lhes presenteiam todos os dias com o calor da atenção.

Ex aluno da Casa Kame, mestre de obras da reforma do QG dos Vingadores e nortenho porque me lembrei.

João Ferreira

Ex aluno da Casa Kame, mestre de obras da reforma do QG dos Vingadores e nortenho porque me lembrei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *