fbpx

Nos Detalhes

flor-300x258 Nos DetalhesEstava assistindo uma série na companhia do meu sobrinho, um jovem de 16 anos com a impaciência típica da idade queixando-se da previsibilidade do seriado. Fala-se muito sobre a rapidez dos acontecimentos na atualidade, certa pressa da humanidade para tudo. A urgência de viver acaba colaborando para o mau aproveitamento do tempo de vida em todos os aspectos, seja ao desencadear um transtorno de ansiedade, seja tornando-se uma companhia tediosa.

Quem nunca assistiu a um filme e não gostou porque não mostrou algo novo? A antropologia me ensinou a valorizar meus sentidos e a percepção diante dos fatos, a apreciar os detalhes.

Confesso que não sou muito fã do cantor Roberto Carlos, mas reconheço seu talento ao escrever “detalhes tão pequenos de nós dois, são coisas muito grandes para esquecer“, certamente uma letra cheia de significados que faz todo sentido.

Aprendi com o budismo que podemos ganhar ou perder uma pessoa nos flor-300x258 Nos Detalhesdetalhes. Pensando bem é uma verdade. Até mesmo uma relação sexual cheia de tesão pode ser minada por causa de um gesto, uma palavra.

Então ansiosos, tediosos ou “do contras” de plantão vamos aproveitar nossa passagem por aqui e curtir os momentos, ampliar os olhares. A vida por si só já é uma rotina. Muitas vezes o filme é previsível, mas a atuação é boa, a trilha sonora é boa, apesar do elenco ser ruim.

Aumente sua lente e perceba os detalhes. Há mais elementos para ser celebrados. E quando se sentir absorvido pelo marasmo se agarre aos pormenores, note as particularidades. Muitas vezes numa viagem o caminho é mais rico e divertido que a chegada.

 

 

Insistente social, militante de Direitos Humanos, amiga, feminista. Tentando o equilíbrio entre força e sensibilidade, por fora tranquila por dentro ninguém saberá.

Laicia Farias

Insistente social, militante de Direitos Humanos, amiga, feminista. Tentando o equilíbrio entre força e sensibilidade, por fora tranquila por dentro ninguém saberá.

Um comentário em “Nos Detalhes

  • 18 de outubro de 2019 em 00:28
    Permalink

    Zigmunt Balman falava sobre como as coisas se dissolvem rápido, então é melhor percebermos os detalhes, antes que tudo se vá rapidamente, afinal todo entardecer é único! Odeio poesia, mas seu texto me fez até falar de forma poética, parabêns!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *