fbpx

Análise de Quatro Vidas de Um Cachorro

Hoje não quero escrever sobre cinema Cult, cinema de arte ou grandes produções de hype meteórica. Quero escrever sobre um filme netflix água com açúcar do estilo sessão da tarde. E pior, filme de cachorro. Nada mais sessão da tarde que isso, eu sei, mas lá vamos nós.

Quatro vidas de um cachorro, título original A Dog’s Purpose, dirigido por Lasse Hallstrom e baseado no Best seller de W. Bruce Cameron, trata de uma sequência de quatro existências de um cachorro que carrega suas memórias de vidas passadas. Um pouco de metafísica e teorias de reencarnação podem ser apontadas, mas esse não é o foco do filme. O longa vem para lhe emocionar mesmo.

Na primeira vida que dá impulso a narrativa o cão filhote Bailey foge de umdogs-purpose-trailer-stilluy-300x225 Análise de Quatro Vidas de Um Cachorro canil e é encontrado quase morrendo de sede pelo menino Ethan Matgomery e sua mãe, desenvolvendo uma incrível amizade que acompanha o garoto até sua idade universitária. Denotando a visão canina sobre as experiências humanas como primeiro amor, alcoolismo, divórcio, aproximação, afastamento, sacrifício e família.

Na vida seguinte o nosso amigo de quatro patas retorna como uma cadela policial da raça pastor alemão no distrito de Chicago vindo a ter uma vida curta, mas dedicada, chegando a morrer heroicamente protegendo seu dono policial. Aquele tipo de cena que arremete aos filmes da Lassie e Rintintin.

Em outra vida o nosso pet de vasta memória nasce e é adotado por uma jovem universitária solitária e insegura que encontra significado para sua vida num novo amor e na constituição de uma família. Nessa existência ele morre velhinho, gordinho e satisfeito.

Por último, mas não menos importante, temos o cachorro cheio de memórias sendo adotado por uma mulher de poucas condições financeiras e com um companheiro totalmente avesso a animais domésticos. Sem liberdade e sendo criado amarrado a uma árvore este trecho do filme é claramente uma denúncia aos maus tratos aos animais e a falta de planejamento de alguns pretendentes a donos de cães com as mínimas condições de cuidado.

dogs-purpose-trailer-stilluy-300x225 Análise de Quatro Vidas de Um CachorroTais maus tratos culminam com o abandono do cão em uma estrada. E você agora deve estar virado ou virada no Jiraya e se perguntando por que raios estou indicando este filme. Calma leitor de coração mole, o filme ainda não acabou. Apesar de este filme ter sido também criticado por isso antes de sua estreia.

Após ser abandonado o cão por meio de seu faro e memórias aguçados reencontra o caminho para uma fazenda que é a casa de nada mais nada menos que Ethan Matgomery. Este já próximo aos 50 anos vive sozinho devido a escolhas erradas do passado. Não podemos esperar outra coisa, o cão volta a sua vida preenchendo um vazio onipresente e ainda auxilia com a reconquista de um grande amor do passado.

Happy end certeiro com direito a lição de moral não poderia faltar em filmes assim. Mas vamos a alguns pontos importantes que mais me atraíram na obra.

Visão de mundo de cachorro, “os humanos são complicados, eles simplesmente partem quando não deveriam partir”, pensamento do cachorro que encontra o sentido amplo e total em sua existência na companhia do dono que ele escolheu para proteger.

Siga seus instintos. Os cheiros das coisas são constantemente mencionados e são tão ou mais importante que a visão para os cães. A identificação de paixão como cheiro de suor é cômica.

Divertir-se é fundamental. Para uma vida tão curta como a de um cachorrodogs-purpose-trailer-stilluy-300x225 Análise de Quatro Vidas de Um Cachorro não se pode perder tempo com tristezas e ódio. Sempre tire o melhor das experiências com os humanos.

Outro ponto importante que gostei muito foi a trilha sonora cheia de vida em vários momentos e muito tocante em outros, garantindo a liberação das lágrimas em cenas que aquecem seu coração.

Bem, então é isso. Vai conferir esse filme que não tem efeitos especiais e nem grandes atuações. Mas com certeza vale a pena pensar em como ver a vida como um cão pode lhe ajudar na sua vida como humano. E não maltrate os animais, eles merecem um pouco do que nos dão de melhor: afeto.

CEO, Founder, Motoboy e auxiliar de serviços gerais no EagoraCast Podcast. Memezeiro, escritor, pai e amigo de um magote de fuleiro.

Jonnathan Freitas

CEO, Founder, Motoboy e auxiliar de serviços gerais no EagoraCast Podcast. Memezeiro, escritor, pai e amigo de um magote de fuleiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *