fbpx

Crítica do filme “Crime Sem Saída”

Mais um filme investigativo, mas que segura o telespectador. Ação, suspense, jogo psicológico, vão além do obvio adquirido pelas expectativas externas. Voltemos então à cidade de Nova Iorque, robusta apela assombrosa violência e do que fica escondido por trás dos crimes pelas ruas onde se encenam os fatos. Publicamente afeta as organizações criminosas, que se desenvolvem mediocremente, e a polícia, menos ainda.

Andre Davis tem uma carreira a zelar, mais ainda pelo fato de perder o pai para um confronto policial contra criminosos. Nenhuma novidade até então, pois se configura como uma estratégia de captar a memória afetiva do telespectador para continuar o desfecho do que estaria por vir. Uma jogada de marketing interessante, partindo do ponto de vista estratégico.

crime-sem-300x180 Crítica do filme "Crime Sem Saída"

O filme nos revela o quanto as organizações que nos protegem estão sujeitas a corrupções, a luxos, a falhas do sistema. Nos transfere a outras possíveis realidades. Nos afetam psicologicamente porque “derrubam” a ideia interna do certo e incorruptível. Nos tateia de forma unanime, de forma positiva. Uma perspectiva muito boa para um romance policial.

crime-sem-300x180 Crítica do filme "Crime Sem Saída"E mais uma vez Brian Kirk surpreendendo com tantas desilusões sutis, numa trama bem dirigida que coloca ao telespectador uma missão de atenção aos detalhes muito presentes em suas obras.

O filme nos coloca de maneira direta que a grande teia do submundo criminal sempre aumentará e que isso sempre aconteceu. Um ponto positivo, pois insere duras realidades apresentadas de forma menos rude e tom sincero.

De colocação usual, o protagonismo negro bem utilizado por Chadwick Boseman nos mostra o quão ainda podemos avançar, mas também até onde chegamos. Resoluções rápidas de problemas cotidianos na vida policial intercaladas por ótimas cenas de ação não estabiliza o telespectador a ficar muitos minutos esperando acontecer. O faz realmente mover-se, a ação!

Estudante de Tecnologia em Processos Químicos, Amante de Cultura Geek e Cinéfila de Carteirinha.

Maísa Costa

Estudante de Tecnologia em Processos Químicos, Amante de Cultura Geek e Cinéfila de Carteirinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *