fbpx

Crítica de “Brincando com Fogo”

O que falar sobre a nova comédia estrelando o ex astro das lutas livres John Cena? Creio que devo falar que ele deveria continuar nas lutas livres. Foi uma experiência que não me considero capaz de repetir.

Brincando com Fogo, que estreia no dia 12 de dezembro é a nova comédia de John Cena com direção de Andy Fickman (Ela é o Cara) e que traz todos os velhos e repetitivos “lugares comuns” de comédias destrambelhadas muito em voga nos últimos anos na sessão da tarde.

Jake Carson (John Cena) é um supervisor de uma unidade de bombeiros-paraquedistas atrapalhados e estereotipados que encontram um trio de crianças sem os pais e passam a viver situações inusitadas ao cuidar temporariamente delas.

Minha gente é tanta coisa ruim no filme que nem sei por onde começar. Só posso dizer que o filme tem criança e tem cachorro, com uma mensagem de família mais ao final, então esses devem ser os pontos positivos. Do restante não esperem muito, mas vamos lá falar sobre eles.

O prólogo do filme nos traz uma proposta de filme zoeiro que não se leva a sério, com aqueles cortes rápidos de câmera aonde a piada vem rápida cortando logo para outra. Uma vaga lembrança das comédias de Mel Brooks. Infelizmente uma coisa que logo se dissipa, pois o roteiro raso não persiste nesta proposta.

play2-300x200 Crítica de "Brincando com Fogo"

Em seguida acompanhamos piadas forçadas e sem o time necessário em vários momentos. Situações que beiram o non sense para tentar justificar a participação de comediantes de filmes B como Keegan-Michael Kay e John Leguizamo. Deprimente ver um trabalho cômico sem o efeito desejado.

Lá pela metade do filme vemos a mudança da perspectiva do protagonista ao se tornar o protetor das crianças e assumir uma postura mais humana e emocionada. Coisa que a atuação de John Cena não ajuda muito. E assim acabamos vendo o filme que pretendia ser comédia desbancar para um dramalhão exagerado.

Roteiro com furos, sem conflitos e sem ritmo; Direção pobre e monótona; atuações fracas e sem comicidade quando pretendiam o contrário; produção condizente com o resto. Tudo isso faz o filme Brincando com Fogo uma verdadeira perda de tempo onde você não queima, mas “torra” sua paciência e tem a sensação de que o dinheiro do seu ingresso virou cinzas ante a inutilidade de seu uso.

FICHA TÉCNICA

Título: Brincando com Fogo

Direção: Andy Flickman

Produção: Sean Robins, Todd Garner

Elenco: John Cena, Brianna Hildebrand, Keegan-Michael Kay

Distribuido por: Paramount Pictures

CEO, Founder, Motoboy e auxiliar de serviços gerais no EagoraCast Podcast. Memezeiro, escritor, pai e amigo de um magote de fuleiro.

Jonnathan Freitas

CEO, Founder, Motoboy e auxiliar de serviços gerais no EagoraCast Podcast. Memezeiro, escritor, pai e amigo de um magote de fuleiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *