fbpx

Análise do remake de “Adoráveis Mulheres”

Baseado na obra literária de Louisa May Alcott, Adoráveis mulheres é daqueles filmes que merecem ser revisitados sempre. Há muito tempo não tinha visto um filme de época tão envolvente e encantador. Com direção de Greta Gerwing que conseguiu orquestrar um elenco jovem e talentoso, o drama conta a história das irmãs March interpretadas respectivamente por Emma Watson (Meg), Florence Pugh (Amy), Saiorse Ronan (Jô) e Eliza Scanlen (Beth).

Em meio a Guerra Civil nos Estados Unidos, as quatro irmãs apesar de personalidades distintas, talentosas, corajosas e fortes possuem uma linda relação de amor pautada no companheirismo e sororidade. Claro sem fugir dos conflitos de diferenças e dramas comuns entre irmãos.

little-woman-203x300 Análise do remake de "Adoráveis Mulheres"

Essa relação é construída sob a figura fundamental da mãe, uma mulher forte e generosa que na ausência do marido que está servindo ao país na guerra é compelida a lidar com a situação de maneira brava, interpretada com brilhantismo por Laura Dern. Destaca-se a participação iluminada de Meryl Streep atuando como tia das meninas.

Adoráveis Mulheres é tocante, tem uma narrativa que alterna entre os tempos e o drama de cada irmã, que nos prende, pois se fundem. Toca nos assuntos mais sensíveis como a morte, a dor, a solidariedade, o amor, amizade (prepare os lenços). As dificuldades das mulheres no mercado de trabalho. Sobretudo nas artes, o que é uma contradição, pois na época o “mercado” já limitava e ditava as regras.

Ademais, trilha sonora, cenários, figurinos e roteiro em consonância só confirmam e colaboram parafraseando o título para um adorável filme.

 

FICHA TÉCNICA

Adoráveis Mulheres

Título Original: Little Women

Ano:2020

Direção: Greta Gerwig

Elenco: Saoirse Ronan, Emma Watson, Florence Pugh.

Distribuidor: Sony Pictures

 

TRAILER

 

Insistente social, militante de Direitos Humanos, amiga, feminista, assistente e Insistente social. Tentando o equilíbrio entre força e sensibilidade, por fora tranquila por dentro ninguém saberá.

Laicia Farias

Insistente social, militante de Direitos Humanos, amiga, feminista, assistente e Insistente social. Tentando o equilíbrio entre força e sensibilidade, por fora tranquila por dentro ninguém saberá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *