fbpx

Salvação da Humanidade?

Deus morreu, Nietzsche também, e eu não estou me sentindo muito bem. Onde a Igreja e a religião não podem atuar com o seu platonismo, e a auto ajuda não tem autoridade com seu otimismo fugaz, eu pergunto: de que modo a humanidade pode ser salva da aniquilação que será causada por ela mesma? E conhecendo o assassino podemos já concluir esse crime como consumado, pois pra auto aniquilação somos talentosos!

A humanidade tem se mostrado um hamster preso numa gaiola e girando a roda da história que a cada volta repete uma sina sempre trágica. E eis o retorno de muita coisa já sabida inútil, os extremismos como o Integralismo e até o Nazismo. Do terraplanismo ao velho fundamentalismo religioso que na verdade estava tirando uma soneca, mas agora acordou, e saiu despertando o resto da família “cidadã de bem”.

É impressionante essa época em que presenciamos a colisão de partículas subatômicas e a descoberta de novos planetas em zona habitável quase todo dia de nossos potentes telescópios, ao mesmo tempo em que congressos sobre terraplanismo são realizados. Ainda tem gente contra as vacinas.

homer-terraplanismo Salvação da Humanidade?

A humanidade se encontra mesmo em estágios evolucionários diferentes, o que possibilita tal quebra de paradigma tão brutal? Presenciamos o tiozão do pavê usando o Tinder ao mesmo tempo em que muitos desses sujeitos são racistas e homofóbicos, deveriam pelo menos serem coerentes e não usarem computadores e internet, um desses importantes inventos tendo sido desenvolvido por um homossexual.

Nos últimos dias vemos a ascensão da burrice, uma perseguição ferrenha ao intelectualismo que parece não haver limites, uma guerra em ascensão e sem trégua, coisa tão idade das trevas que nos deixa atônitos. Você acha que o filme Fahrenheit 451 de 1966 é antigo, mas as intenções parecem novinhas em folha!

Muitas pessoas ficaram assustadas com a declaração do presidente americano Donald Trump que falou em atacar alvos no Irã, mesmo que fossem tesouros arquitetônicos da humanidade, como todos sabem essas nações estão em conflito atualmente. Até mesmo os monumentos milenares não estão seguros, não faz muito tempo o Isis destruiu cerca de treze tesouros históricos importantíssimos para toda a humanidade porque remontam ao berço da civilização, a civilização que produziu Mahatma Gandhi, mas também um Trump.

homer-terraplanismo Salvação da Humanidade?

Parece que não podemos produzir só coisas boas, o ruim e danoso sempre parece nos lembrar da nossa condição humana de portar o poder de fazer o bem e o dano. A Austrália em chamas, incontáveis milhões de vidas destruídas pelo fogo, principais revistas científicas declaram que já tem plástico até na fossa das marianas, local mais profundo do leito oceânico, a Amazônia perdendo território numa rapidez tão grande que é até difícil mensurar, a desertificação é real, comemos veneno no Brasil, mais de 350 agrotóxicos liberados em poucos meses, abelhas e até pássaros sendo atingidos pelo veneno.

Sinceramente estou escrevendo sem nenhum esforço sobre várias coisas terríveis e sem dúvida outras coisas ruins estão ocorrendo numa velocidade assustadora, dá um gelo na espinha atualizar a página de noticiosos.

Diante de tudo isso, pergunto ao meu nobre leitor o que salvará a humanidade?! As religiões falharam, as instituições diversas também são formadas por seres humanos, podemos dizer que algumas até agravaram certos eventos e até protagonizaram o papel de vilãs, só pra lembrar, as cruzadas e a Santa inquisição por exemplo. Então eu pergunto novamente, qual é a saída para estancar essas crises, estamos vivendo em uma época atípica?

Muitos historiadores e intelectuais como Leandro Karnal nos lembram que já vivemos numa idade média terrível e agora estamos melhores, outros apontarão que as crises e os conflitos fazem parte da história, de toda ela. Mas agora com um potencial imensamente mais destrutivo podemos mesmo sucumbir e vermos se cumprirem as palavras de Albert Einstein de que a quarta guerra seria com paus e pedras.

É inegável também como já denunciado em outros textos anteriores a esse que o planeta já sofre com a intervenção humana, sempre houveram queimadas na Austrália, mas com nossa “ajuda” ela foi levada a um patamar sem precedente como podemos ver numa foto de satélite. Diante de tudo isso, como enxergar uma saída?

homer-terraplanismo Salvação da Humanidade?

Esse texto não é para amedrontar, mas para denunciar que algo precisa ser feito, e suscitar a busca de uma resposta a essa crise que está cada vez mais urgente, a crise humana. Parece que nossa tecnologia não está em compasso com nossa consciência, as soluções não são fáceis e talvez de difícil aplicação, mas tudo começa com a conscientização.

Talvez eu tenha desabafado um pouco, os últimos anos tem sido um combo bem indigesto, lembro de que eu costumava sorrir mais e ver as pessoas sorrindo mais sem ser de nervoso ou por causa de memes. Quando será que isso vai voltar a acontecer? Espero que não demore tanto, pelo menos temos a certeza que nada dura para sempre, mesmo a tempestade em Júpiter que já dura milhares de anos um dia há de cessar.

Filosofo de bar, criador de lobos gigantes do além muralha e best friend do Zé Pilintra.

Max Castro

Filosofo de bar, criador de lobos gigantes do além muralha e best friend do Zé Pilintra.

2 comentários em “Salvação da Humanidade?

  • 13 de janeiro de 2020 em 14:38
    Permalink

    Mostrou q conhece história, fez uma breve viagem por vários temas muito bom, agora t digo vc encontrou o culpado pelo o caos d planeta, (o serumano), dai te pergunto, quais soluções vc enxerga no horizonte da vida? Ou na sua opinião não há saída? Minha opinião; o mundo sempre foi muito perigoso, de tempos em tempos acontecem discussões mas acaloradas por esse, ou por àquele acontecimento, cada civilização enfrentou algum tipo de mazela, isso ocorrerar com as próximas civilizações tbm, não tenho dúvidas, só não posso afirmar quais serão as mazelas q enfrentarão, enfim eu sinceramente acho q esse jogo da vida é muito perigoso…um abraço.

    Resposta
    • 17 de janeiro de 2020 em 15:10
      Permalink

      Olá Marcos, agradeço sua participação, eu me preocupo sempre em suscitar o debate e não em apontar saídas, mesmo porque os temas propostos por mim sempre são bem complexos, pessoalmente acho importante entender o que está acontecendo, por isso o debate é o início da solução, abraço!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *